Carte non disponible

Titre Educação, ciência e tecnologia: por uma alternativa anticapitalista

Thème - Territoire

Slogan Pas le droit de moins

Descrição / Relato

O FSM ocorre numa conjuntura de aprofundamento dos ataques que o capital faz contra a classe trabalhadora no Brasil e no mundo: retirada de direitos, demissões, reformas antipopulares, terceirização, precarização, sucateamento dos serviços públicos, entre outros. Mas uma conjuntura também marcada pela brava resistência dos trabalhadores, das trabalhadoras e dos setores oprimidos aqui em nosso país e em inúmeros países do mundo. Para dialogar com a conjuntura de acirramento das lutas contra a agenda conservadora, A proposta de educação do Andes-SN aponta para uma educação que se  fundamentam no Padrão Unitário de Qualidade que compreende: o Ensino público e gratuito, democrático, laico e de qualidade para todos; A autonomia Didática-cientifica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial;  na democratização interna e liberdade de organização; na dissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão e na condição de trabalho aos docentes. (ANDES, 2013, p.50). Entendemos que os ataques à educação pública, se dão por meio da privatização, entre outras medidas, que ocorrem dentro dos institutos e universidades públicas, agora legitimados pelo Marco de Ciência, Tecnologia e Inovação (Lei 13.243/2016).  Esta legislação institucionaliza formas não clássicas de privatização, como o compartilhamento da estrutura física, de trabalhadores – docentes, técnicos-administrativos e estudantes bolsistas – com o setor privado, bem como a cessão do patrimônio intelectual desenvolvido nas universidades e institutos públicos, com recursos da União. Posto dessa forma o Andes propõe um debate que busque a unidade na luta para combater o desmanche da Universidade brasileira em face da contrareforma conservadora que tem por objetivo a reprodução do capital.

Combater a privatização que se dá por dentro dos institutos e universidades públicas, agora legitimados pelo Marco de Ciência, Tecnologia e Inovação ( Lei 13.243/2016).  Esta legislação institucionaliza formas não clássicas de privatização, como o compartilhamento da estrutura física, de trabalhadores – docentes, técnicos-administrativos e estudantes bolsistas – com o setor privado, bem como a cessão do patrimônio intelectual desenvolvido nas universidades e institutos públicos, com recursos da União.

O ANDES-SN tem feito ampla campanha de divulgação dos impactos negativos do novo marco regulatório para a Ciência e Tecnologias públicas, tendo como referência a cartilha “Marco Legal de C&TI – Riscos e consequências para as universidades e para a produção científicas no Brasil”, que será apresentada nesta atividade do Fórum Social Mundial.

Data/hora
Date(s) - 16/03/2018
16:00 - 19:00 .

Profil


Contato

Deixe uma mensagem e etornaremos o mais rápido possível. You can send us an email and we'll get back to you, asap./puede enviarnos un correo electrónico y nos comunicaremos con usted lo antes posible./vous pouvez nous envoyer un email et nous reviendrons vers vous, dès que possible.

En cours d’envoi
Select your currency
BRL Réal brésilien
EUR Euro

Vous connecter avec vos identifiants

ou    

Vous avez oublié vos informations ?

Create Account