O Conselho Internacional do Fórum Social Mundial (FSM) se reuniu nos dias 15 e 16 de outubro, na Reitoria da Universidade Federal da Bahia (UFBA), em Salvador. Cerca de 40 membros do CI – representantes de organizações e instituições sociais de diversas partes do mundo – debateram  a conjuntura atual brasileira de retrocessos políticos e mundial, de crise econômica e civilizatória generalizada.

A reunião também contou com a presença de membros do Coletivo Brasileiro do FSM, que puderam fazer intervenções e sugestões para a organização do evento, que será realizado entre os dias 13 e 17 de março de 2018, na UFBA, em Salvador. Foram discutidas e encaminhas propostas de mobilização,  metodologia,  finanças, comunicação, a assembleia dos movimentos em luta e o calendário de atividades para a edição de 2018.

Ouça o relato de Damien Hazard, integrante do Conselho Internacional do FSM,

A expectativa em relação ao Fórum Social Mundial 2018 é de que contribua aos processos de resistência por seu potencial para reunir, mobilizar, comunicar, resistir, criar, sensibilizar e promover o intercâmbio entre propostas e estratégias de luta de diversos movimentos e causas, muitas das quais estão invisibilizados na sociedade.

Para Damien Hazard, membro do CI, é necessário entender este momento de crise. “(…) O mundo passa por uma crise sem precedente, de muitas dimensões: ambiental, energética, financeira, econômica, geopolítica, alimentar, de migrações na qual o capitalismo busca formas de se reinventar. Na realidade, a gente pode qualificar o momento atual de hiperglobalização. No sentido em que a globalização neoliberal intensificou o seu domínio sobre a vida das pessoas e dos bens comuns. A gente está vendo que a economia global já mostra sinais de sua incompatibilidade com a manutenção das democracias. Daí, vários golpes de Estado ou retrocessos nas institucionalidades democráticas”, pontuou.

O Conselho Internacional destacou a importância de uma grande mobilização, “rumo ao FSM 2018”, que consiga atingir o maior número de pessoas, entidades, organizações e movimentos sociais em todo mundo. “A mobilização para o Fórum está sendo feita na Bahia, no Brasil e no mundo, com destaque para a África, Europa e Américas do Norte e Latina”, destacou Hazard.

Outro ponto debatido pelo Conselho Internacional foi a dificuldade de recursos financeiros para a realização do FSM 2018. Como encaminhamento, foi criado uma Comissão de Finanças, com a participação de membros do CI e do Coletivo Brasileiro, para ampliar os esforços na capitação de recursos nacional e mundialmente.

Como indicações para a escolha dos eixos do Fórum serão utilizadas as sugestões dos grupos de trabalho da Oficina de Metodologia, que contou com a participação dos membros do CI e do Coletivo Brasileiro do FSM 2018. Durante a Oficina, os participantes foram divididos em três grupos, que debateram respectivamente três questionamentos: 1. Qual é o FSM que queremos? 2. Sobre a dinâmica das convergências – qual o papel da marcha, das atividades autogestionadas, das plenárias e assembleias de convergências, das assembleias dos movimentos sociais? 3. Qual o papel dos eixos, temas e lemas no processo de organização do FSM? O texto será disponibilizado, em breve.

Após o debate, o CI encaminhou a criação de alguns grupos para encaminhar propostas de eventos para o FSM 2018. Um deles deve articular a construção de uma Assembleia dos Movimentos em Luta, com o objetivo de dar visibilidade às diversas assembleias de convergências preparatórias. Outro que tratará da proposta de dar visibilidade a iniciativas ligadas ao FSM mas que podem ocorrer antes ou depois do evento, e que seriam apresentadas em uma grande ágora da edição 2018. Um terceiro grupo foi criado pelas  participantes, para preparar a assembleia das mulheres, em momento não coincidente com as demais atividades do FSM, para que todas interessadas possam participar. O grupo fará as conexões com o 8 de março de 2018 e o calendário geral do mês de lutas das mulheres.

Glenda Lima

Foto: Stela Oliveira

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Contato

Deixe uma mensagem e etornaremoso mais rápido possível. You can send us an email and we'll get back to you, asap./puede enviarnos un correo electrónico y nos comunicaremos con usted lo antes posible./vous pouvez nous envoyer un email et nous reviendrons vers vous, dès que possible.

Enviando
Select your currency
EUR Euro

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account