Mapa não está disponível

Título Segurança Alimentar e Nutricional: Gênero, Raça e Juventudes

Tema - Território

Lema Incidência em Políticas Públicas de Segurança Alimentar e o impacto do congelamento dos gastos públicos sobre a População Negra.

Descrição / Relato

Nome da Atividade: Segurança Alimentar e Nutricional: Gênero, Raça e Juventudes

Eixo: Ancestralidade, Terra e Território

Proponentes: Giselle dos Anjos Santos, Débora Evellyn Olimpio, Lizia de Oliveira Carvalho, Ugo Felicia Edu e Ana Luísa Machado de Castro.

Organizações: REDESSAN (Rede de Mulheres Negras para Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional) e CEERT.

As mulheres são as detentoras do patrimônio imaterial histórico e cultural, ou seja, são as guardiãs da memória cultural alimentar de um povo, resgatando e preservando os padrões alimentares e culturais da tradição dos paíse do Eixo Sul-Sul. Apesar disso, são inúmeros os indicadores sociais que constatam que a desigualdade racial e de gênero aparecem como um fator preponderante de geração de insegurança alimentar e que, portanto, contribui para a fragilidade da situação socioeconômica da população negra em geral, e das mulheres negras, em especial. A situação socioeconômica precária em que vive a mulher negra é a expressão da violação dos diversos enfoques dos Direitos Humanos, como o direito à moradia, direito ao meio ambiente sadio, direito à educação e o mais fundamental dos direitos humanos, o direito a uma alimentação adequada, com qualidade e quantidade suficiente, respeitando sua diversidade cultural e sem comprometer o acesso a outras necessidades básicas.

Objetivo:
Debater as correlações entre o tema da Segurança Alimentar e Nutricional com os marcadores de gênero, classe, raça e geração, considerando especialmente a experiência de jovens mulheres negras, na perspectiva do tema da alimentação e terra, território e territorialidade. Neste sentido, será apresentado o quadro de insegurança alimentar vivido por este grupo, considerando o processo recente de mudanças na área das políticas públicas de combate à fome nos países do Sul. Além disso, visamos aprofundar a reflexão , o debate, formulação de propostas, a troca de experiência e a articulação para ações eficazes em prol da redução da insegurança alimentar vivida pela juventude.

Metodologia:
A partir de 5 temas geradores relacionados à insegurança alimentar, utilizaremos expressões artísticas como teatro, música e elementos culturais para criarmos uma instalação de arte. As participantes irão conhecer o espaço, com um tempo para identificação do tema e reflexões. Logo após, iniciaremos uma roda de conversa para discutirmos estratégias para o combate a insegurança alimentar da juventude do eixo Sul-Sul.

Materiais necessários:
– 30 folha A4 rascunho; canetões; papel kraft
– 01 unidade: biscoitos a base de milho, baconzitos, milho enlatado, sucrilhos, biscoito recheado.
– maça, pera, kiwi, manga
– Sementes crioulas de milho
– Sala, Gualpão ou Tendas

Data/hora
Date(s) - 16/03/2018
11:00 - 13:30 .

Perfil


Contato

Deixe uma mensagem e etornaremos o mais rápido possível. You can send us an email and we'll get back to you, asap./puede enviarnos un correo electrónico y nos comunicaremos con usted lo antes posible./vous pouvez nous envoyer un email et nous reviendrons vers vous, dès que possible.

Enviando
Select your currency
EUR Euro

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account