A principal atividade unitária das mulheres no Fórum Social Mundial 2018 (FSM 2018), em Salvador, a Assembleia Mundial das Mulheres será realizada na manhã de 16 de março e deverá ser atividade exclusiva da programação nesse turno.

A proposta, conforme explica Fátima Froés, da Rede Mulher e Mídia, e integrante do Grupo Facilitador do FSM2018, é “assegurar que as mulheres com outras agendas políticas no Fórum estejam liberadas para debater suas questões de gênero, pautas feministas e lutas das mulheres”.

As pautas da Assembleia estão em diálogo com organizações feministas e setores de mulheres em movimentos sociais e terão conexão direta com as convocatórias do 8 de Março. Em Salvador, a participação na Assembleia está sendo construída pelo mesmo grupo organizador das atividades do 8 de Março, iniciando uma jornada de atividades na capital baiana rumo ao FSM 2018. O grupo já escolheu para sua marcha tradicional do dia 8de Março um lema associado ao do FSM 2018: “Mulher, Resistir e Transformar!” A proposta é exibir essa frase em uma grande faixa vertical fixada no Elevador Lacerda, ponto turístico e de grande fluxo popular de Salvador.

Protagonizado por organizações das redes das mulheres negras, o grupo prepara, além da participação na Assembleia, um Tribunal contra o racismo e uma grande Marcha das Mulheres Negras no FSM2018, atividades previstas para o dia 14.

A proposta da Assembleia Mundial de Mulheres foi levada ao Conselho Internacional do FSM, em reunião de outubro de 2017, pelas mulheres presentes, a partir de diálogos sobre as preocupações das mulheres vivendo situações de guerra, como as combatentes curdas, a solidariedade com as resistentes à ocupação e apartheid da Palestina, e a organização das mulheres negras brasileiras contra o feminicídio e o extermínio de sua juventude.

A convocatória internacional da Assembleia está prevista para a primeira semana de fevereiro. Interessadas em participar da sua construção devem escrever para info@fsm2018.org, com o título: Participar da AMM.

Comunicação Compartilhada FSM2018
Texto: Rita Freire
Foto: Blog da Ana

Áudio: Eliane Rubim

Escute o áudio aqui

2 Comentários
  1. Regina Bonfá 3 semanas atrás

    Dar visibilidade a luta das mulheres do nosso planeta é fundamental neste evento mundial, lembrando sempre que a nossa luta é barulhenta e com avanços, porém sem armas sem destruição de seres, de patrimônios ou da natureza. Realizada com racionalidade e respeito às diversidades humana. Juntas somos fortes.

  2. Lucélia Silva 2 semanas atrás

    Fazer saber que somos fortes quando nos unimos,e que exigimos a garantia de nossos direitos e um dos princípios da constituição federal o direito a dignidade e a liberdade

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Contato

Deixe uma mensagem e etornaremoso mais rápido possível. You can send us an email and we'll get back to you, asap./puede enviarnos un correo electrónico y nos comunicaremos con usted lo antes posible./vous pouvez nous envoyer un email et nous reviendrons vers vous, dès que possible.

Enviando
Select your currency
EUR Euro

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account