الخريطة غير متوفرة

Titre A Comunicação em Defesa da Universidade Pública e a Universidade Pública em Defesa da Comunicação

Thème - Territoire

Slogan

Descrição / Relato

عفوا، هذه المدخلة موجودة فقط في البرتغالية البرازيلية و الإسبانية الأوروبية. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in this site default language. You may click one of the links to switch the site language to another available language.

TV UFBA

Mesa Internacional convocada conjuntamente entre  representantes de universidades e especialistas em comunicação pública para debater os meios públicos e acadêmicos de expressão do pensamento crítico no seio da sociedade para  proteção da democracia.

Em foco a comunicação estratégica da universidade pública.

A atividade terá entre os participantes o sociólogo Boaventura Sousa Santos, o reitor da Universidade Federal da Bahia, João Carlos Salles, universidades,  representantes ex-integrantes do Conselho Curador da EBC es pós cassação do colegiadAo, da Rede Mulher e Mídia, do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC)  e do Fórum Mundial de Mídia Livre (FMML)

Cobertura

(Português) Esboços para construir uma rede de comunicação universitária

Artigo originalmente publicado em http://www.edgardigital.ufba.br/?p=6974

Ver também Interlocuções 2

(Português) Convergência Interlocuções 2 – Universidade, sociedade, pensamento crítico e comunicação estratégica

DESCRITIVO

 DIA 14 DE MARÇO – 9H

NA REITORIA DA UFBA

MESA DE DEBATES NO FÓRUM SOCIAL MUNDIAL

Interlocuções – Universidade, sociedade, pensamento crítico e a comunicação estratégica

ATIVIDADE DE ABERTURA

A universidade pública tem sido alvo particular no processo de desmonte da vida democrática brasileira. A canalização de recursos de Estado para um setor emancipatório da sociedade não se coaduna com os projetos autocráticos em curso no País.

Os meios de comunicação no Brasil claramente se alinham à política agressiva de retirada de direitos e ao discurso privatista. Baseados em modelos mercadológicos, esses meios poderosos de informação e entretenimento não asseguram espaço ao pensamento crítico, investigativo, criativo que aproxima academia e sociedade, e que é urgente e necessário para dar saídas à crise institucional e de valores em que o país se embrenhou.

A universidade pública é também detentora de instrumentos de comunicação pública para promover esse debate para além das fronteiras acadêmicas. Esse papel ganha especial importância no momento em que a comunicação pública brasileira está também sob desmonte, pelas mesmas motivações do rebaixamento do senso comum.

Ao restabelecer a democracia em 1988, a Constituinte Brasileira procurou dar equilibrio à cena da comunicação inserindo a regra da complementaridade, que não toca no setor privado, mas abre igual espaço para a comunicação pública, não tutelada por outros interesses que não os da sociedade.

Um esforço de ocupação desse espaço foi feito a partir da criação da Empresa Brasil de Comunicaçãp (EBC), sob controle social (Conselho Curador a partir de consulta pública) e de seu papel de articular uma rede de comunicação pública entre emissoras de rádio e TV não comerciais, abarcando as TVs Educativas e mídias acadêmicas em diferentes parcerias.

Aos nove anos de vida, esse projeto foi desmontado nas primeiras horas após o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, por meio de medida provisória que retirou os instrumentos de autonomia e controle social da EBC.

A mesa Interlocuções – Universidade, sociedade, pensamento crítico e a comunicação estratégica, propõe o diálogo entre universidades, seus setores de pesquisa e produção da comunicação com representantes da sociedade civil envolvidaa no debate e defesa da comunicação pública, especialmente lideranças que vivenciaram a construção, o projeto e o desmonte da EBC.

Neste debate, nos defrontaremos com uma questão central: qual o papel das mídias e setores da comunicação das universidades no momento em queessas instituições  a própria democracia sofre solavancos?

E em termos concretos, tentaremos responder: Como fortalecer um projeto de comunicação estratégica para irmanar as universidades e sociedade na promoção do debate e da reflexão publica?

A atividade terá dois turnos durante o Fórum Social Mundial, para instalação de processo de trabalho futuro.

Atividade conjunta: Atividade convocada conjuntamente: UFBA, Fórum Mundial de Mídia Livre, Conselho Curador pela EBC,  e a Comunicação Pública,  Rede Mulher e Mídia, Ciranda

Participantes/pessoas convidadas para os dois dias de debates

João Carlos Salles – Reitor da UFBA

Marluce Moura – assessora de comunicação da UFBA

Roberto Leher – reitor da UFRJ,

Boaventura Sousa Santos – sociólogo – Universidade de Coimbra

Jaime Arturo Ramirez – reitor da UFMG

Sandra Regina Goulart Almeida, vice-reitora da UFMG

Soraya Soubhi Smaili – reitora da Unifesp

Heloísa Maria Murgel Starling 31-3409- 6498 starling@fafich.ufmg.br – ex-vide-reitora UFMG

Ana Maria da Conceição Veloso – professora de comunicação da UFPE

Hilde Stephansen –  Universidade de Westminster – Inglaterra

Christian SCHRÖDER,  Universidade Rosa Luxemburgo – Alemanha

Sergio Ferrari – Sindcom, Echanger – Suiça

Evelin Maciel Brisolla – coordenadora da Rede Legislativa de Radiodifusão

Rosane Maria Bertotti – Agricultora familiar e dirigente nacional da CUT na área de formação

Enderson Araújo de Jesus 71-9220- 2546 – Representou a juventude pobre da Bahia no Conselho da EBC

Daniel Aarão Reis Filho – historiador e professor da Universidade Federal Fluminense (UFF)

Akemi Nitahara  – ex- representante dos trabalhadores da EBC no Conselho Curador

Jornalista Mario Augusto Jakobskind – Conselho Curador (pela) EBC

Massimo Canevacci, Antropólogo , professor aposentado da Universidade de Roma, La Sapienza e professor convidado da USP  (problemas com a emissão da passagem)

Elisaldo Carlini, pesquisador da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo)

Jornalista Maíra Kubik – Coordenadora do Neim – Núcleo de Estudos de Gênero e Diversidade

Rita Freire – presidenta do Conselho Curador (pela) EBC e a Comunicação Pública– Ciranda – FMML e Conselho Internacional do FSM

Renata Miele – Coordenadora do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação

Fátima Froes – Rede Mulher e Mídia – Grupo Facilitador do FSM 2018

Florence Poznanski – Internet sem Fronteiras e FNDC Minas Gerais – florence@internetsansfrontieres.org

Luiz Felipe Miguel (virá dia 17, não poderá no dia 14)

 

Data/hora
Date(s) - 14/03/2018
09:00 - 12:00 .

الملف الشخصي


Contato

Deixe uma mensagem e etornaremos o mais rápido possível. You can send us an email and we'll get back to you, asap./puede enviarnos un correo electrónico y nos comunicaremos con usted lo antes posible./vous pouvez nous envoyer un email et nous reviendrons vers vous, dès que possible.

Sending
Select your currency
BRL ريال برازيلي

Log in with your credentials

or    

Forgot your details?

Create Account